quarta-feira, 27 de abril de 2011

Esperando contra a Esperança



Talvez você esteja vivendo um momento em que tudo esteja parecendo contrário ao que Deus lhe prometeu, e sinta-se como Abraão, literalmente esperando contra a esperança, porque suas limitações físicas, emocionais, intelectuais, financeiras, dizem não ao que o Senhor revelou. Quem sabe, identifique-se mais com José. Deus lhe deu sonhos maravilhosos, mas, ao acordar, viu-se diante de uma realidade que é um pesadelo. Você foi traído por quem confiava, jogado em uma “cova”, ficou “vendido” diante do opressor. Ainda foi caluniado, e agora se sente preso a uma situação terrível, enquanto se pergunta: “O que fiz para merecer isso? Quando vou sair daqui? Deus se esqueceu de mim? Entendi direito o que Ele prometeu?” 

Ou ainda, como Moisés, talvez você tenha nascido sob um decreto de morte. Sua vida foi preservada por Deus, mas você foi criado no mundo, na casa do inimigo. Depois que cresceu, conheceu a verdade sobre Jesus, saiu do “Egito”, e anseia pelo dia em que verá os seus também libertos. Mas, por enquanto, tudo que vê é um deserto. Você pensa que Deus se esqueceu de você e de seu povo ou sente-se impotente diante do chamado dEle: “ide e pregai boas novas aos mansos, restaurai os contritos de coração, proclamai liberdade aos cativos e abertura de prisão aos presos; anunciai o ano aceitável do Senhor; os sinais seguirão os que crêem”.

Quando pensamos em como Deus preparou Moisés, José e Abraão, e como agiu através deles, percebemos que o Senhor tem meios estranhos para realizar suas infalíveis promessas. Quem pensaria que esses três heróis da fé estavam sendo preparados para vitória com uma sucessão de aparentes derrotas? Ah, a olaria de Deus! Como os sofrimentos foram necessários para dar a eles a estrutura de que precisavam para cumprir os propósitos divinos, abençoar outros e não perder a bênção que lhes estava destinada!

Gostamos de sentir que temos o controle da situação, de saber o que nos espera, para agirmos a respeito. Temos medo de sermos levados para onde não queremos, porque não compreendemos os propósitos eternos de Deus. Isso é o que mais assusta no cristianismo. Todas as convenções contrariadas, a gente seguindo na contra-mão do mundo. Ao mesmo tempo, a voz de Deus dentro de nós dizendo que estamos no caminho certo, que veremos o desejo do nosso coração realizado e ficaremos felizes, se tão-somente obedecermos ao Deus nada convencional, que escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; as coisas fracas, para confundir as fortes; as coisas vis e as que não são, para confundir as que são (1 Co 1.27,28).


Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para conhecer o que nos é dado gratuitamente [...] o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido (1 Co 2.12,15). Então, apesar das circunstâncias, apesar da dor, das dificuldades ouça a voz de Deus a dizer: “Vou realizar seu sonho, apesar dos seus tropeços, das suas limitações, da inveja dos irmãos, das covas, dos inimigos, das tentações, das prisões. A despeito de corações endurecidos, de você sofrer vendo seu povo aflito, de haver um mar à frente, depois um deserto a atravessar e tantos inimigos, você vencerá e conquistará a promessa. Você possuirá o que é seu por herança, porque Eu, por graça, já possibilitei tudo”.

Enquanto você se pergunta “onde está o meu riso?”, saiba que o que lhe for dado por Deus não poderá ser tirado, que Ele é o Deus que vivifica os mortos e chama a existência as coisas que não são como se já fossem (Rm 4.17). Quem sabe a seu respeito também poderá ser dito: o qual, em esperança, creu contra a esperança, e isso lhe foi imputado como justiça, e não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para fazer. Pelo que isso lhe foi também imputado como justiça (vv.18, 20,21). Jesus é a garantia da sua vitória. Ouça o que Ele diz: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus (Jo 11.40). Creia, irmão, e você verá que Deus é fiel e cumpre todas as suas promessas por Cristo Jesus!




Email que recebi hoje pela tarde.

Deus abençõe a todos que esperam Nele e renovam suas forças dia a dia.

Nenhum comentário: